Início » Uniforme escolar: normas, estilos, efeitos

Uniforme escolar: normas, estilos, efeitos

Uniforme escolar: normas, estilos, efeitos

24 out

São raras as escolas que hoje em dia não pedem o uso de uniforme por seus alunos. Embora a maior parte das instituições de ensino definam como mais apropriado o uniforme completo (constituído por calça, bermuda ou saia, camisa de sala de aula – ou de educação física – e, para dias frios, agasalho), há diversas escolas que permitem o uso de apenas uma peça do uniforme (geralmente a camisa).

Os uniformes variam não só de uma escola para outra, mas dependendo do país, os estilos do vestuário podem ser muito diferentes daqueles que vemos normalmente por aqui. Há escolas da Inglaterra e do Japão, por exemplo, em que os meninos geralmente vestem roupas sociais (às vezes até mesmo com blazer e gravata) e as meninas usam saias ou até mesmo vestidos (também de caráter mais social).

É relativamente comum que haja uma variação no vestuário entre uma instituição e outra, mas há países que tem regras um pouco mais restritas com relação ao uniforme escolar de maneira a padronizar determinados aspectos do modelo.

Voltando ao Brasil, você sabia que por aqui há normas que regulamentam como devem ser a aparência e a confecção dos uniformes escolares?

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) elaborou e publicou a Norma Técnica do Uniforme Escolar – Requisitos de Desempenho e Segurança (cuja sigla é NBR 15778), implementada em 2010 após um ano e meio de estudos, que incluiu consultoria do Instituto de Pesquisas Tecnológicas e solicitações da Associação Brasileira de Vestuário (Abravest), que regulamenta certos aspectos que dizem respeito ao uniforme escolar.

As determinações sugeridas no documento se restringem a essencialmente “estabelecer os requisitos de desempenho e segurança para uniformes escolares, que possam servir de orientação para escolha de tecido, aviamentos, etc.”.

A norma está disponível no site oficial da ABNT (www.abnt.org.br) para livre consulta.

Na elaboração de um conjunto de peças que constituirão o uniforme escolar, é importante que sejam considerados alguns aspectos: é interessante que a aparência, evidentemente, não seja apenas esteticamente proporcional, com estilização e cores harmoniosamente elaborados. É muito importante que o uniforme seja funcional.

Mas o que seria, neste caso, um uniforme “funcional”?

Por funcionalidade estamos nos referindo essencialmente a alguns aspectos que podem ser resumidos em durabilidade, segurança e conforto.

Por se tratar de peças que provavelmente serão utilizadas todos os dias, é importante que elas sejam confeccionadas com materiais que tenham alta resistência em sua constituição, e, ao mesmo tempo, não apresentem incômodo para o usuário. Dessa forma, os uniformes devem ser arejados e leves, permitindo movimento sem reter calor.

No processo de desenvolvimento dos uniformes da JB Confecções são utilizados apenas materiais da mais alta qualidade para que assim possa ser garantida sua durabilidade e resistência. Todos os projetos são analisados cuidadosamente de forma que o resultado a ser entregue para o cliente esteja perfeitamente de acordo com suas expectativas, e possa, assim, garantir sua total satisfação.

Você já conhece os nossos produtos? Confira as diferentes categorias do nosso site e veja os nossos serviços – nós temos os mais variados tipos de modelos para que você encontre aquele que você procura!